"Qualquer que casar com a repudiada comete adultério".

Só no caso de adultério da mulher permite ao marido apenas repudiar a sua mulher, mas não casar-se de novo.
Jesus disse: Mateus 5 versículo 32 "Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.
Lucas 16 versículo 18 Qualquer que deixa sua mulher, e casa com outra, adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido, adultera também.
Mateus 19 versículo 9" Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério".
Significa que não importa qual é a razão pela qual o marido deixa a mulher , ou seja, se há uma razão ou não ,nada justifica o repúdio , porque se ele casar com outra comete adultério.
Romanos 7 versículo 2 "Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido".
Romanos 7 versículo 3 "De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido".
1 Coríntios 7 versículo 39" A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor".
A única razão que permite ao homem passar a novas núpcias é a morte da mulher; em nenhum outro caso dissolve o que o liga à mulher.
Claro este princípio se aplica também no caso de ser o marido a cometer adultério; também neste caso a mulher não pode se casar mas deve ficar como está:
II Coríntios 7 versículo 11 "Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher".
Home